Manaus, a isolada capital amazônica, é a porta de entrada para a maior floresta tropical do mundo.

    Quem vai a Manaus se apaixona pela natureza exuberante! O turismo na cidade tem crescido cada vez mais, e sua infraestrutura tem se desenvolvido nos últimos anos devido ao fluxo de visitantes ser cada vez maior.

     Entre os diversos tipos de turismo se destacam o acadêmico (para estudar a fauna e flora brasileira), para relaxamento, de aventura, e ecológico (que visa a contemplação e preservação da natureza). Seja qual for o seu, com certeza a cidade vai te conquistar.

     Ah, e não podemos deixar de falar da gastronomia, não é mesmo? A culinária amazonense é a que mais conservou suas origens indígenas e teve pouca influência externa. Rica em peixes, frutos do mar, frutas e farinha, ela é a considerada a mais exótica do país. Vale a pena experimentar.

Conheça os passeios dessa região maravilhosa !!!

TEATRO AMAZONAS - Fruto do ciclo da borracha no norte, o teatro era – e ainda é – a construção histórica mais imponente da região. Seu estilo eclético mescla detalhes do barroco, do rococó e de art noveau, enquanto a cor rosa segue enfeitando sua fachada desde a última reforma, em 1990. Às terças, as visitas guiadas de cerca de uma hora são gratuitas e apresentam em detalhes o opulento interior do teatro.

MERCADO MUNICIPAL - Endereço certo para comprar especiarias típicas e artesanatos coloridos da região. Você encontra ali artigos de palha, souvenirs indígenas e os populares cremes e sabonetes de mulateiro (com propriedades de antienvelhecimento) e pomadas de mentol (a mesma essência do Vick) – há inclusive o costume de pegar o contato das banquinhas para encomendar mais dos produtos depois. As ervas, chás e temperos são infinitos. Em frente estão as barracas de peixe do porto de Manaus.

PÔR DO SOL NA PRAIA DE PONTA NEGRA - Um balneário isolado do Centro de Manaus, o bairro de Ponta Negra é o mais refinado da capital, com avenida da orla totalmente revitalizada que vira um grande calçadão aos finais de semana. O programa clássico ali é assistir ao sol se pondo dourado no Rio Negro – para uma vista privilegiada, procure o mirante do calçadão. Melhor acompanhado de uma casquinha de sorvete, com sabores típicos da Amazônia como tucumã.

ENCONTRO DAS ÁGUAS - Do avião você já enxerga o contraste do encontro entre os Rios Negro e Solimões, que formam o extenso Rio Amazonas, na chegada a Manaus. Mas é quando faz o passeio de barco até o local que vê melhor a água negra e a marrom fluindo lado a lado como tinta guache sem se misturar e percebe a diferença de densidade, velocidade e temperatura entre os dois rios – a variação da água é de até 8 graus.

TRIBO INDÍGENA DESSANA TUKANA - Nas margens do Rio Negro, numa área acessível apenas por barco, fica a base da tribo indígena Dessana Tukana, na reserva de Tupé, que abriga cerca de 40 habitantes da tribo. Eles recebem turistas em passeios desde Manaus e apresentam um pouco da sua cultura e costumes através de cerimônias, danças e culinária (você é convidado a provar uma mistura de peixe, farinha e formiga frita). No fim, o incentivo é a conhecer os trabalhos de artesanato da tribo e garimpar alguma coisa – o que é uma boa, já que eles dependem e muito do turismo para sobreviver.

NADO COM OS BOTOS COR DE ROSA -  A 180 km de Manaus existe a atração mais fofa do Amazonas: o Flutuante dos Botos, no Parque Nacional de Anavilhanas. A concentração de botos-cor-de-rosa dóceis que interagem com os turistas fez do lugar um sucesso, onde você pode alimentá-los em oito horários ao longo do dia: às 9h, 10h, 11h, 12h, 14h, 15h, 16h e 17h.

CACHOEIRAS DE PRESIDENTE FIGUEIREDO - A 133 km de Manaus fica o paraíso das cachoeiras da Amazônia, com uma supervocação para o ecoturismo com mais de 150 quedas da água, além de lagoas azuis, grutas e cavernas. O roteiro clássico contempla as corredeiras do Rio Urubuí, a Cachoeira de Iracema e a bela Queda do Santuário. Os atrativos também possibilitam, a prática de esportes radicais e de aventura como rafting, bóia cross, caiaque, tirolesa, rapel e arvorismo.

O FESTIVAL FOLCLÓRICO DE PARINTINSDura somente três dias, no final do mês de junho. Mas durante o ano inteiro a cidade é dividida em duas cores: a vermelha, do boi Garantido; e a azul, do Caprichoso. Quando chega a festa, a rivalidade toma conta do Bumbódromo, uma arena construída especialmente para o evento. 

Veja as fotos desses passeios em nossa galeria abaixo:

Pousada Itapará - Amazônia - Brasil

  • Escritório: (11) 2738-5500 - (11) 99498 5500

  • Marcelo Cardille: (11) 97478-5500

  • Walter - Capitão Hook: (48) 99982-4057

  • Email: contato@itapara.com.br

Siga as nossas redes 
sociais e acompanhe
tudo que acontece na
Pousada Itapará !!
insta.JPG